Na tarde de quarta-feira, 04, o Campus de São Lourenço do Sul comemorou o aniversário da FURG, com música, distribuição de palha italiana e bótons com a marca dos 50 anos e discursos em defesa da universidade pública, gratuita e de qualidade para todos. Entre os presentes estavam a reitora da FURG, Cleuza Maria Sobral Dias, o vice-reitor, Danilo Giroldo; a Pró-reitora de Assuntos Estudantis, Daiane Gautério; o Pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Eduardo Secchi e o diretor do Campus, Eduardo Vogelmann.

O presidente da Câmara de Vereadores de São Lourenço do Sul, Luis Weber também esteve presente e ressaltou a importância da universidade para o município, e que em momentos de ataque às universidades e a cortes de orçamento, é necessário que aqueles que já estão no ensino superior façam sua defesa para que assim, possam garantir que outros jovens e adultos, que desejam ingressar na universidade, possam conquistar esse sonho. O prefeito, Rudinei Härter, mencionou que 50 anos de história é algo que precisa ser valorizado e que para isso, o município está trabalhando para ampliar o Campus. “A gente acredita na universidade e no que é ensinado aqui, sendo este o caminho para o desenvolvimento de São Lourenço do Sul e região”.

A reitora falou da satisfação de estar, ao longo deste ano do cinqüentenário da FURG, percorrendo os Campi para comemorar a história da universidade. E que o Campus de São Lourenço do Sul, mesmo tão jovem, já apresenta tanto progresso. “Neste ano de comemorações dos 50 anos da universidade estamos visitando todos os Campi para cantar parabéns a FURG junto com estudantes, professores e técnicos e especialmente, integrando a comunidade. Assim, conseguimos ver que os municípios nos quais estão instalados os Campi da FURG seguem apoiando este projeto, pois abraçaram e entenderam a importância do ensino superior”, afirmou Cleuza Dias. Além disso, a gestora ressaltou que neste momento de consolidação da FURG nesses municípios é preciso que se defenda a interiorização das universidades federais, “esses Campi ainda são muito jovens e não podem ser abandonados pelo governo federal, pois eles trouxeram oportunidades a muitos jovens de ingressarem na universidade, em busca de um ensino público, gratuito e de qualidade”, finalizou a reitora.

Para dar seguimento às atividades de comemoração, o Grupo Cantom representando o movimento Coral da FURG apresentou três canções que emocionaram os presentes, que em seguida puxaram os parabéns e se deliciaram com as palhas italiana.