Patrão Jorge Gama e esposa Miriam Freitas na apresentação do festival.

“Foi surpreendente, superou as expectativas”. Desta forma o Patrão do CTG Galpão da Peonada Jorge Luiz Moraes da Gama definiu o 1º Verso e Canto Farrapo ao microfone do São Lourenço Repórter na noite de sexta-feira (13). E o evento que visa valorizar e estimular o artista lourenciano, foi grande mesmo, tanto de público, como no elevado nível das músicas. “Nunca houve esse tipo de evento na abertura da Semana Farroupilha”, destacou Gama.

As obras referenciavam o tema: ‘Onde o verso de campo, litoral e galpão encontra o canto’. Esposa do Patrão, secretária da entidade e Coordenadora de Cultura, Miriam Freitas, já vislumbra uma segunda edição: “Está lindo, a casa está cheia, músicas de qualidade. Eu tenho certeza que esse Verso e Canto é o primeiro de muitos”, evidenciou Freitas. Antes da premiação, teve show com Robledo Martins.

1º LUGAR: Quando ao Verso Faltou Espaço – Milonga com Letra e Música de Thiago Guilherme Jepsen;

2º LIGAR: Clave de Vento – Milonga com Letra e Música de Danilo Kuhn;

3º LUGAR: Trilogia Musiqueira – Vaneirão com Letra de Agenor de Mello Coelho e, Música de Daniel Radtke da Silva;

MELHOR POESIA: Versos de Sóis e Luas – Milonga com Letra de Cléia Dröse e Márcia Dröse e, Música de Carlos Rotter;

MELHOR INTERPRETE: Isadora Ubal da Silva.

O Júri Técnico foi formado por Sergiomar Schild, Fernando Teixeira e Adriano Gross.

Lembrando que as atividades no CTG Galpão da Peonada seguem ao longo da Semana Farroupilha. O público pode levar alimentos para a Carroça Solidária, que estará no CTG arrecadando doações para famílias em vulnerabilidade social.

Atividades deste sábado (14) – ENTRADA FRANCA:

Escute a entrevista com a Patronagem do o CTG Galpão da Peonada:

Entrevista com a Patronagem do o CTG Galpão da Peonada

por São Lourenço Repórter