ASSISTA aos vídeos da entrevista com o prefeito municipal Rudinei Härter (PDT). Na primeira oportunidade o chefe do executivo alerta os vereadores: “a dívida da Prefeitura é herança”. Afirmações quanto ao município ainda estar no CADIN (ficando impedido de celebrar convênios com a União, em razão da inadimplência) e, por isso ainda não ter aprovado o financiamento junto a Caixa Econômica Federal, referente à R$ 14 milhões. “São Lourenço do Sul está com nome sujo”, enfatiza Härter.

Na segunda pauta debatida no São Lourenço Repórter desta quinta-feira (26), o prefeito afirma que o rompimento do convênio não inviabiliza a Santa Casa de Misericórdia. E mais, que os repasses da administração municipal estão rigorosamente em dia – sendo assim, respondendo de quem seria a responsabilidade de quitar o 13º salário dos servidores do hospital. “Adiantando às vezes para que eles (administração do hospital) pudessem cumprir determinados compromissos”, relata.