A Assembleia Legislativa começa a apreciar nesta terça-feira (28), em convocação extraordinária, a maior e mais abrangente reforma do funcionalismo estadual, apresentada em outubro pelo governador Eduardo Leite. O pacote altera carreiras e muda as regras para aposentadoria dos servidores.

Na Praça da Matriz, no centro de Porto Alegre, é grande a concentração de servidores que passaram à noite em barracas para acompanhar a votação. O objetivo da ação é manter a mobilização contra as propostas apresentadas pelo Governo RS.

Deputado Estadual Rodrigo Lorenzoni (DEM) falou com o São Lourenço Repórter na manhã de hoje e explanou sobre as razões do porque é favorável a aprovação dos projetos. Dentre as razões apontadas, o déficit da Previdência projetado para 2020 em R$ 5,6 bi e os 4 anos de atraso nos ganhos do servidor público. Segundo o parlamentar, a despesa do Estado é maior que a receita e, por estes motivos, defende a reforma. 

ESCUTE A ENTREVISTA:​

Entrevista com o Deputado Estadual Rodrigo Lorenzoni (DEM)

por São Lourenço Repórter | 28/01/2020