Imagem ilustrativa.

Recebemos uma denúncia via telefones da RÁDIO SÃO LOURENÇO – São Lourenço Repórter, onde a ouvinte Dona V., relatou que durante o final de semana um homem estava lavando a sua casa, calçada da morada e carro, utilizando-se de um lava jato. A residência fica na Rua Mariz e Barros, próximo a Casa da Paz. A ouvinte ainda contou que viu, foi ao mercado, e cerca de uma hora e meia depois, o cidadão continuava a utilizar o equipamento, em pleno vigor do decreto 5.315 que proíbe o desperdício em uso não essencial e declara situação de alerta em São Lourenço do Sul.

Fica proibida a utilização de água fornecida pela Corsan para abastecimento e substituição de água de piscinas, para lavagem de veículos, utilização de lava jatos de uso doméstico, bem como lavagem de calçadas, telhados, e similares. A proibição tem prazo de 30 dias, a contar do dia 24 de março, ou até que se restabeleça a normalidade.

No caso de descumprimento, o infrator será notificado pelos órgãos municipais, podendo ser aplicadas multas. A orientação é denunciar através do número telefônico do SEPLAMA: (53) 3251 9532.