O presidente do Conselho Municipal de Saúde e, que também exerce o cargo de presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de São Lourenço do Sul, Sr. Valnei Bröse, esteve no São Lourenço Repórter desta quarta-feira (15) para falar das atividades da entidade e, esclarecer que o Conselho não tem responsabilidade com a entrevista concedida no dia 10 de abril, com a Sra. Alessandra Nunes, aqui no Programa. Naquela oportunidade, Alessandra mostrou sua preocupação com a falta de conscientização da população em São Lourenço do Sul, devido ao acentuado movimento nas ruas em meio à pandemia do coronavírus.

Bröse salientou que a mesma é presidente do Conselho Local de Saúde do Boqueirão e, não poderia falar em nome do Conselho Municipal de Saúde.

Matéria veiculada no dia 3 de abril mostra as filas e aglomerados.

Porém, de certa forma, o presidente do Conselho também se mostrou incomodado com a situação e, que a entidade vem discutindo formas de resolver as filas e aglomerações no município, apesar dos encontros presenciais estarem cancelados: “A primeira ação foi também cumprir as determinações e suspender todas as reuniões e aglomerações”, evidenciou – as atividades têm sido de forma virtual. Outra pauta é solucionar uma eventual necessidade da comunidade ao acesso à saúde pública, caso haja um pico acentuado da Covid-19.

ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com o Presidente do Conselho Municipal de Saúde, Valnei Bröse

por São Lourenço Repórter | 15/05/2020