Em entrevista exclusiva ao programa São Lourenço Repórter na manhã de hoje (22), a presidente do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor do município (FAPS), Martha Porto Pretrucci, mantinha a preocupação em informar aos servidores municipais, o conteúdo dos projetos que serão votados na Sessão Extraordinária da Câmara de Vereadores nesta quinta-feira (23). Um dos projetos do executivo altera de 11% para 14%, a alíquota de contribuição do funcionalismo para o FAPS. Caso não se tenha a aprovação dos legisladores, há riscos do município perder a Certidão de Regularidade Previdenciária (CRP) conquistada no final de 2019 e a capacidade de investimentos . Também na sessão, espera por aprovação, a alteração da Pensão de Cônjuges de Funcionários Públicos Municipais, além da proposta que altera prazos de entrega dos atestados médicos de 10 para 5 dias.

Marta Petrucci, como é conhecida, fez questão de enfatizar que pretendiam uma assembleia com todo funcionalismo, na sede do SIMUSUL, porém com as regras da Pandemia do Covid-19, esse tipo de concentração está proibido e é por esta razão que se fez as declarações da entrevista através do programa.

ESCUTA ENTREVISTA:

Entrevista com a presidente do FAPS, Martha Petrucci

por São Lourenço Repórter | 22/04/2020