O prefeito Rudinei Härter (PDT) enfatizou a importância da manutenção do distanciamento social no município. Dentre as demais pautas referentes à pandemia da Covid-19, na entrevista na manhã desta terça-feira (26) ao São Lourenço Repórter, Härter ainda salientou que as aulas na rede municipal de ensino não devem retornar tão cedo, tendo que seguir determinação do Decreto Estadual. Bem como eventos, como Reponte, Festival de Inverno e Mental Tchê, estão cancelados – Expofeira e Semana Farroupilha serão analisados o panorama no período. A 33ª Sudoktoberfest, dentro de uma proposta apresentada (virtual), está sendo analisada. Quanto às aglomerações na praia durante os finais de semana, o prefeito afirmou que as pessoas que reclamam nas redes sociais, são as mesmas que estão na Orla da Lagoa dos Patos: “Se as pessoas não cumprem, como vão cobrar dos outros?”, indagou.

Em relação ao nível da barragem no Arroio São Lourenço, agora assumindo sua normalidade, o chefe do executivo conta que o Decreto da Estiagem será extinto.

Com a pandemia do coranavírus no país, Härter deu duas sugestões para as Eleições Municipais, ou que se analisem os reflexos da pandemia e, que sejam mantidas em 4 de outubro de 2010, ou que se transfira para 2022, sem direito a reeleição.

O prefeito não deu garantias do pagamento da folha de maio aos servidores municipais: “A receita diminuiu”. Além de criticar as decisões da administração de 2010 em relação ao FAPS. “O problema aqui em São Lourenço foi à segregação de massa pelo prefeito anterior, lá em 2010, que explodiu o FAPS aqui no município”, evidenciou. Por fim, pediu agilidade ao Legislativo na aprovação da correção da alíquota do funcionalismo: “Não sei porque não se reúnem, nem virtual como em outros municípios?”

ESCUTE A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

Entrevista com o prefeito Rudinei Härter (PDT)

por São Lourenço Repórter | 26/05/2020