Diversos locais ficaram sem energia elétrica com avarias em postes da rede e até em transformadores. Desta vez, a CEEE São Lourenço do Sul, não pode contar com as equipes de trabalho da regional Camaquã. Segundo o chefe do escritório, Sr. Roberto Rivelino, 30 economias ainda estão sem energia elétrica no município. Ventos de moderados a fortes trouxeram grandes prejuízos no final de semana, onde a queda de postes na cidade e interior (Sete de Setembro, Navegantes e proximidades do Arroio São Lourenço, além do 2º, 3º e 7º distritos) ‘derrubou’ a energia.

Em entrevista na manhã desta segunda-feira (8) Rivelino destacou que não pode solicitar auxílio do efetivo das cidades vizinhas, eis que também tiveram prejuízos e, trabalhando com uma única equipe para solucionar o rompimento de condutores, demorou um pouco mais que o previsto. De certa forma, a CEEE tem se mostrado solidária a produção rural: “As estufas de fumo, o pessoal precisa da energia para executar. A produção leiteira não para nunca. A cada ‘evento’ desses com falta de energia de 30, 40h, traz um grande prejuízo ao produtor”, evidenciou o chefe do escritório.

Sem atendimento presencial devido à pandemia do coronavírus, a orientação é entrar em contato pelo (51) 3382 7610, para autoatendimento.

ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com o chefe do escritório CEEE, Roberto Rivelino

por São Lourenço Repórter | 8/06/2020