O ATESTADO MÉDICO pode ser um grande empecilho na liberação do LOAS e auxílio doença junto ao INSS. No quadro DIREITO DO CONSUMIDOR desta quinta-feira (2), no São Lourenço Repórter, o advogado, Dr. Maurício Raupp Martins, abordou os detalhes que requerem atenção para não perder o benefício após criação do AUXÍLIO EMERGENCIAL, como pequenas exigências do INSS, tais como uma receita legível e sem rasuras. Porém, há situações onde o ATESTADO MÉDICO e demais procedimentos estão corretos – desta forma, ingressar judicialmente pode ser a única alternativa.

ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com o advogado, Dr. Maurício Raupp Martins

por São Lourenço Repórter | 2/07/2020