O atual vice-prefeito de São Lourenço do Sul, Antônio Carlos Becker Lessa (MDB), não poupou críticas ao chefe do executivo, no qual compõe a gestão 2017/2020. Em cima da entrevista que o prefeito Rudinei Härter (PDT) concedeu no dia 23/07/2020 ao São Lourenço Repórter, Tonho fora enfático: “Quem nos expulsou da ‘barca’ foi o Rudinei”, dizendo que todos os CCs indicados pelo partido foram exonerados e, que ao longo do governo, foram mais de 60 filiações ao PDT, todos trabalhando na Prefeitura. Além de denúncias ríspidas de uma “política ‘toma lá da cá’”. Ou seja, o vice-prefeito afirma que para continuar no governo é exigido pelo prefeito que se filie ao PDT.

Ao Programa nesta segunda-feira (27), Tonho Lessa ainda disse que na suposta reunião entre o próprio, vereador Dari Pagel (Progressista) e Rudinei, realizada em 2016, nunca fora traçado apoio financeiro e, que seu partido investiria na campanha do legislativo, na época. “O que veio depois não é verdadeiro. O Rudinei é um cara autoritário. Dá soco na mesa e ponto final”, finalizou.

ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com o vice-prefeito, Tonho Lessa (MDB)

por São Lourenço Repórter | 27/07/2020