Em ENTREVISTA EXCLUSIVA ao São Lourenço Repórter, vinculada na manhã desta quarta-feira (29), a vereadora e pré-candidata ao executivo pelo Partido dos Trabalhadores, Márcia Lucas, abordou o pleito de 2020 – as Eleições Municipais estão agendadas para o dia 15 de novembro. Márcia, caso eleita, seria a primeira mulher a governar São Lourenço do Sul. Pra isso, teria que superar nas urnas as pré-candidaturas do PSDB; Tonho Lessa (MDB); e a provável candidatura à reeleição do atual prefeito Rudinei Härter (PDT).

Na entrevista a petista afirma que alianças podem ocorrer e, o principal partido que surge é o PSB. Inclusive, com nomes para formar a majoritária, juntamente com Luis Weber, Rodrigo Seefeldt e Elemar Wojahn. Nomes como o de Daniel Raupp Martins, até para o legislativo, estão descartados. A chapa dos vereadores, segundo a própria, também está em formação.

Contudo, a vereadora se ateve em projetos, principalmente os que ficaram para trás, como o Centro de Convenções no Balneário, a Arena da Barrinha e a quadra poliesportiva na Lomba e, confidenciou a este jornalista, que irá concluí-los, como promessa de pré-campanha. “O recurso ficou a disposição para que a obra (Centro de Convenções) fosse concluída, infelizmente, ficou parada. Serão nossa prioridade, nosso compromisso. Inclusive as obras da Arena e quadra poliesportiva, foram captados no meu mandato quando o PT era governo”, enfatizou.

ESCUTE A ENTREVISTA: 

Entrevista com a vereadora e pré-candidata ao executivo, Márcia Lucas (PT)

por São Lourenço Repórter | 29/07/2020