O presidente Jair Bolsonaro, na companhia de lideranças do governo e do ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou, na manhã desta terça-feira, a extensão do auxílo emergencial por mais quatro meses, mas com um valor de R$ 300.

O pronunciamento foi feito após uma reunião do governo. O presidente destacou ser muito pesado para a economia brasileira a continuidade do auxílio no valor de R$ 600. “Decidimos então prorrogar até o final do ano o auxílio emergencial. O valor de R$ 600 é muito para quem paga e podemos dizer que já não é uma quantia suficiente, mas basicamente atende às necessidades. Agora, nós decidimos fixá-lo (o valor do auxílio) em R$ 300”, resumiu.