Registro do presidente da Liga de Defesa Nacional ao lado do prefeito Rudinei Härter, em 2019.

Devido à pandemia do novo coronavírus, infelizmente o ato cívico em homenagem a Independência do Brasil não ocorreu em São Lourenço do Sul e, em mais de 90% das cidades gaúchas neste 7 de setembro. Contudo, conversamos com o presidente da Liga de Defesa Nacional – Núcleo São Lourenço, Sr. Gustavo Ferreira, para não deixar passar em branco a data. “A Liga de Defesa é responsável pelo fogo simbólico da Pátria e também pela organização do Desfile junto com o município”, revelou.

Se no ano passado a nível Nacional, fora homenageado o Projeto RONDON; no Estado o Tribunal de Justiça Militar do Rio Grande do Sul e, Municipal aos 30 Anos do CAPS e da Rede de Atenção Psicossocial de São Lourenço do Sul; em 2020 a corrida do FOGO SIMBÓLICO (que prudentemente não ocorreu em SLS) remete ao Hino Nacional Brasileiro e aos Pracinhas do Exército Brasileiro do RS – mais de 2.000 soldados gaúchos que lutaram na II Guerra Mundial de forma voluntária, derrotando a Alemanha Nazista.

ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com o presidente da Liga de Defesa Nacional, Gustavo Ferreira

por São Lourenço Repórter | 7/09/2020