Diante à queda na produção de tabaco no interior do município desde o ano passado, o coordenador do Sistema Mutualista da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Geber Conrad Ehlert, diz que as expectativas são positivas: “Para a próxima safra é que a produção volte ao normal, que tenhamos uma safra boa de novo”.

Devido as previsões climáticas de um novo risco de estiagem, alguns produtores optaram por começar nesse ano as plantações mais cedo: “Os produtores que plantaram no inverno estão na metade da colheita”, ressalta Geber.

O produtor que está colhendo nesse período, terá capacidade de vender uma parte da sua produção em dezembro, havendo consequentemente o equilíbrio das contas. Além disso, a garantia é que algumas empresas fumageiras comprem o tabaco no próximo mês.

Ainda, a previsão é que novas colheitas sejam feitas na próxima semana, alcançando aproximadamente a estimativa de 7709 hectares.

A seguir, ouça a entrevista completa:

coordenador do Sistema Mutualista da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Geber Conrad Ehlert

por São Lourenço Repórter | 09/11/2020