Em conformidade com a decisão do Colendo Conselho de Sentença, a Juíza de Direito Dra. Vivian Feliciano na tarde desta terça-feira (24) condenou o réu ANDRÉ KRÜGER BORK, como incurso nas sanções do artigo 121, §1º, 2º, IV e VI, c/c artigos 211 e 69 do Código Penal, a pena privativa de liberdade de 15 anos e 1 mês de reclusão em regime fechado, bem como 90 dias-multa a razão de 1/30 do salário mínimo.

ANDRÉ KRÜGER BORK matou e enterrou sua ex-namorada Claudieli Medina dos Santos, 19 anos. A Polícia Civil encontrou o corpo no dia 7 de abril de 2018 no Boqueirão Velho, interior de São Lourenço do Sul, dentro de um galpão, após a jovem estar desaparecida desde o dia 4/03/2018.

O Júri Popular iniciou às 9h e se estendeu até o início da noite de hoje (24) no Fórum de São Lourenço do Sul. Na defesa, esteve o advogado Dr. Aírton Carré Chagas. Na acusação da Promotoria de Justiça, Dra. Gabriela Monteiro e o Dr. Márcio Schlee – o Ministério Público saiu insatisfeito com a decisão do Júri e prometeu apelar imediatamente.