Conforme os relatos dos moradores de São Lourenço do Sul, no período entre Natal e Ano Novo, quando aconteceu a reposição, com água da CORSAN, no outro dia ela apresentou uma coloração verde que vem causando preocupações e, até agora ninguém tem uma explicação convincente. Na manhã desta segunda-feira (4), o gerente da CORSAN, Marcelo Ferreira, falou sobre esse fato com o São Lourenço Repórter e destacou que esse problema não pertence ao “quadro d’água” responsável pela Corsan: “A nossa responsabilidade não é a água da piscina”.

A captação da água e o tratamento são feitos dentro dos parâmetros legais, que garantem qualidade, com análises feitas de “hora em hora” e, além disso, em pontos diversos do município ela é feita duas vezes durante a semana. 

Ao ser perguntado sobre o que as pessoas podem fazer para solucionar esse problema, o gerente pediu para que elas entrem em contato com um centro que tenha conhecimento em limpeza de piscinas ou de caixas d’água, visto que a Corsan não fornece nenhum recurso para esse acontecimento. 

Ouça a entrevista completa para mais informações: 

Entrevista com o gerente da Corsan, Marcelo Ferreira

por São Lourenço Repórter | 04/01/2021