Com oferta no Campus São Lourenço do Sul, curso forma educadores para atuação na área rural

Um curso que forma educadores para atuação nos anos finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio e na gestão dos processos educativos das escolas do campo. Essa é a proposta do curso de Licenciatura em Educação do Campo, que está com inscrições abertas até o dia 15 de fevereiro. O curso tem duas ênfases: Ciências da Natureza e Ciências Agrárias e oferta 30 vagas para o Campus São Lourenço do Sul.

A graduação é realizada em regime de alternância entre o tempo-escola – em que os estudantes concentram 15 dias de atividades de estudo na universidade – e o tempo-comunidade, em que retornam para sua vivência no campo. A proposta prioriza a troca de conhecimentos entre a universidade e o campo.

O público-alvo é, preferencialmente, pessoas que tenham ligação com o campo, a exemplo de jovens e adultos moradores de áreas rurais, professores de escolas do campo, profissionais com experiências em educação vinculados a movimentos sociais ou sindicais do campo, populações campesinas, ribeirinhos, agricultores familiares, assentados, caiçaras, extrativistas, quilombolas, pescadores artesanais, atingidos por barragens e aqueles que pretendem atuar na educação do campo. Os candidatos precisam ter concluído o Ensino Médio ou ter previsão de conclusão até a data da matrícula.

O processo seletivo é composto por uma prova de redação e três questões dissertativas que envolvem conhecimentos de Ciências e Matemáticas. O edital prevê a aplicação das provas no dia 25 de abril, nos municípios de São Lourenço do Sul, Camaquã e Canguçu.  Em função da Covid-19, a universidade poderá adiar ou cancelar a realização das provas caso não haja segurança para realização de prova nos municípios indicados no edital. Mais informações podem ser obtidas no edital do processo. As inscrições estão abertas e devem ser feitas pela internet, no site da Coperse.