No último final de semana, a Fruteira Brina, fora arrombada por um homem que furtou cerca de R$ 3 mil. As imagens da câmera de segurança foram levadas à Delegacia de Polícia para que pudessem ser investigadas até levar ao encontro do criminoso. O indivíduo foi pego em flagrante em sua residência enquanto agredia sua mãe, após ela ter recusado entregar dinheiro para a compra de drogas. A vítima prontamente foi levada para atendimento médico e o criminoso encaminhado ao presídio de Pelotas.

Nesta quarta-feira (27), o delegado, Dr. Edson Ramalho, contou que esse tipo de crime não é raro em São Lourenço do Sul, dado que quando a pessoa está sob efeitos de droga, ela procura praticar esses tipos de atos para conseguir dinheiro: “Antes de cometerem furtos, eles sempre pedem dinheiro aos seus familiares, às vezes sob efeito de drogas são agressivos e acabam entrando em vias de fato, agredindo fisicamente os familiares para conseguirem dinheiro pra comprar drogas”.

Na entrevista, Ramalho destacou que a Polícia Civil e a Brigada Militar trabalham em conjunto para diminuir essas ações e realizam um trabalho com bons resultados para que os indivíduos sejam identificados com rapidez: “O trato da Polícia Civil com a Brigada Militar é diário, todo dia a gente conversa, troca informações, atualiza os nossos suspeitos e o Poder Judiciário é sempre solícito as nossas demandas. A gente tem dois bons juízes na cidade que trabalham bem, trabalham rápido e acaba facilitando o trabalho das polícias”.

Ouça a entrevista completa:

Entrevista com o delegado, Dr. Edson Ramalho

por São Lourenço Repórter | 27/01/2021