A vacinação não será suficiente para frear a pandemia no Brasil, revela o estudo do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME), da Universidade de Washington (UW). O IHME projeta diferentes cenários e defende o uso da máscara e as medidas de distanciamento social para atrapalhar a disseminação do novo coronavírus.

De posse do estudo, o pesquisador do Laboratório de Virologia do Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da USP José Eduardo Levi afirma que, na melhor das hipóteses, o país só deve sentir o impacto da vacinação em junho. Por isso, é importante manter o uso de máscaras, com nariz e boa cobertos.