Recentemente, Danilo Kuhn, realizou doutorado vinculado ao Programa de pós-graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), na Serra de Tapes, região do Rio Grande do Sul, sobre a música pomerana. Sua tese, intitulada “Festa, dança e alegria: uma etnografia musical pomerana ao sul do sul do Brasil”, estudou a música dos imigrantes pomeranos que começaram a se instalar na Colônia de São Lourenço do Sul em 1858, como também a de seus descendentes até a atualidade.

Com apoio da Prefeitura Municipal de São Lourenço do Sul, realizou este ano o projeto “A música pomerana de São Lourenço do Sul” – premiado pela Lei Aldir Blanc, onde estará disponível em seu canal no YouTube (Canal Danilo Kuhn) a partir de hoje (22). Trata-se de dez vídeos, nos quais o autor expõe exemplos musicais (canções tradicionais ou músicas instrumentais pomeranas), canta e toca bandoneon; proporcionando, ademais, explicações histórico-culturais também disponíveis em sua tese.

Segundo Danilo, em entrevista ao São Lourenço Repórter, na manhã de hoje, a música é um patrimônio cultural (intangível) dos pomeranos e é, inclusive, uma face da memória cultural, onde a memória de uma comunidade é, de certo modo, salvaguardada.

Escute a entrevista:

Entrevista com Danilo Kuhn

por São Lourenço Repórter | 22/02/2021