Em entrevista ao São Lourenço Repórter na manhã desta segunda-feira (1º) a Secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann fez um apelo à comunidade: “Nós estamos no pior momento da Covid-19. Mesmo ampliando o número de UTIs, a velocidade e a rapidez que as pessoas estão transmitindo é assustador. Temos que evitar o contato e aglomerações”.
A capacidade das Unidades Tratamento Intensivo (UTIs) estão colapsando em 96,4% de suas capacidades. “Está circulando mais forte. 60% não terão chances de sobrevivência, temos que cumprir os protocolos”, evidenciou a secretária, que dá conta dos dados do Governo RS, em relação ao coronavírus. Ou seja, apenas 40% dos pacientes que contraem a Covid-19 no Estado e precisam de UTI, conseguem se curar, 60%, tem perdido a vida.

“Nós (Governo Eduardo Leite) abrimos 125% leitos a mais. Mais do que dobramos. Na região da Costa Doce não tínhamos nenhum leito UTI”, disse Bergmann – foram aberto mais de 40 leitos UTI.

A Secretária mandou um recado também aos empresários, aos quais solicitou UNIÃO: “Esse sacrifício até 7 de março, gostaríamos de contar com a colaboração. É temporário, esperamos na próxima semana ter novos números (positivos). Temos que evitar que novas pessoas venham a falecer”.

Por fim, abordou o sistema de vacinação no Brasil: “É o momento da população cobrar vacinas do Governo Federal” e, falou sobre a liminar que suspende aulas presenciais em escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul – ESCUTE A ENTREVISTA:

Entrevista com a Secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann

por São Lourenço Repórter | 01/03/2021