Na segunda-feira (8), o Governo do RS publicou a prorrogação dos prazos de recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), no qual irá ajudar estabelecimentos não essenciais que estão sendo afetados pela pandemia da Covid-19. Segundo o governo, a estimativa é que a medida gere impacto de R$ 500 milhões de ICMS.

Na manhã desta terça-feira (9), o contabilista, Gilnei Almeida, concedeu entrevista ao São Lourenço Repórter para detalhar as novas medidas e datas de vencimento do tributo. “O ICMS da modalidade geral que vencia dia 12, passa pro dia 25 do mês (março e abril respectivamente)”, ressaltou.

Armazéns, mercearias e similares; supermercados e minimercados; e farmácias não estão incluídos, visto que estão funcionando durante a bandeira preta decretada pelo Estado. Além disso, o Estado ampliou o prazo de recolhimento dos valores referente ao Diferencial de Alíquota (Difal), sendo 30 dias, para empresas do Simples Nacional, de qualquer setor econômico.

——————————

Site: https://www.saolourencoreporter.com/

Facebook: https://www.facebook.com/saolourencoreporter/

Instagram: https://www.instagram.com/saolourencoreporter

Twitter: https://twitter.com/sl_reporter

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCi2Q8Id9oHhe6j78euBmdiQ

São Lourenço Repórter

Vinculado ao Web Site do Programa São Lourenço Repórter.

Há mais de 30 anos trazendo informação à população lourenciana.