A partir da próxima segunda-feira (22), o Rio Grande do Sul retomará o modelo de cogestão no Distanciamento Controlado – em que os prefeitos podem adotar medidas menos restritivas que as estaduais – e permitirá que os serviços não essenciais voltem a funcionar. Esses estabelecimentos estão há quase três semanas fechados pelo alto nível de internações nos hospitais. O anúncio foi feito pelo presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza, após reunião com o governador, Eduardo Leite, e membros do Comitê Científico, na noite de terça-feira (17).

A reabertura do comércio não essencial, a partir da próxima semana, poderá ocorrer de segunda a sexta-feira, até às 20h (entrada até às 19h). Restaurantes, bares e lanchonetes poderão atuar sem restrição de dias, até às 17h (entrada até 16h), e hotéis e alojamentos com lotação máxima de 50% (com Selo Turismo Responsável) e 30% (sem Selo Turismo Responsável).

Linhas de crédito

O governo do Estado também vai anunciar linhas de crédito para pessoas físicas e jurídicas no Banrisul, no Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e no Badesul.

Uma das principais linhas seria a que prevê crédito especial para o setor do Turismo e da Hotelaria, para micro, pequenas e médias empresas pelo Badesul.