Treze de maio não é dia de negro! Em 13 de maio de 1888 houve uma abolição “no papel”. Mas, os ex-escravos e seus descendentes continuaram excluídos dentro dos processos sociais do país. Por isso, ativistas do movimento negro preferem celebrar o dia 20 de novembro, que é a data de morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, e foi declarado Dia Nacional da Consciência Negra.

Todo dia, porém, é dia de pensar sobre o espaço que o negro ocupa em nossa sociedade. Abaixo, a faixa ‘Povo Guerreiro’, de Criolo, pode ajudar a fazer esta reflexão no momento em que se completam 133 anos do dia em que a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea.