Foi protocolada na Câmara Municipal, nesta semana, uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, com objetivo de investigar eventual improbidade administrativa do município em face da omissão aos cálculos das diferenças trabalhistas dos anos de 2018, 2019 e 2020. Há fortes indícios de que a omissão vem ocasionando considerável dano ao erário público. Se confirmado o crime de improbidade administrativa, poderá ocasionar o afastamento dos gestores municipais.

Todas as Bancadas da Câmara Municipal assinaram o requerimento de abertura, exceto a do PDT.