O evento ocorrerá no Galpão Crioulo do Camping Municipal da Lagoa, na margem direita do arroio São Lourenço, nos dias 8 e 9 de abril de 2022. Paralelamente ao 34º Reponte da Canção, ocorrerá o 26º Pérola em Canto, evento em âmbito municipal, que funciona como classificatória para o Reponte. 

O Reponte da Canção, festival que é um dos maiores e principais eventos nativistas do estado do Rio Grande do Sul, terá sua 34ª edição no próximo mês de abril. Em reunião com o prefeito Rudinei Härter na manhã desta segunda-feira (12), a Comissão Executiva, composta por Cristian Iepsen – Secretário Especial de Gabinete, Fabiana Duarte da Silva – Coordenadora de Cultura, Fernanda Helms – Secretária Adjunta de Turismo, Indústria e Comércio, Fábio Abbud – Gestor de Projetos, Simone Leite – Coordenadora de Eventos da Secretaria de Turismo Indústria e Comércio e Márcio Brum – da Coordenadoria de Cultura, definiu que o evento ocorrerá no Galpão Crioulo do Camping Municipal da Lagoa, na margem direita do arroio São Lourenço, nos dias 8 e 9 de abril de 2022. Paralelamente ao 34º Reponte da Canção, ocorrerá o 26º Pérola em Canto, evento em âmbito municipal, que funciona como classificatória para o Reponte.

O evento, que ocorreria em 2020 e foi cancelado devido a pandemia de COVID-19, já possui músicas classificadas. Os jurados analisaram 683 músicas, 595 inscritas para o Reponte e 88 para o Pérola em Canto. Vera Vargas, Xirú Antunes e Jairo Lambari Fernandes são os jurados da linha Campeira, e definiram cinco classificadas para cada um dos festivais. Danilo Kuhn, Kininho Dornelles e Alan Otto Redü são os jurados da linha Manifestação Regional e também definiram cinco classificadas para cada um dos festivais. A Comissão Executiva irá verificar se as canções continuam sendo inéditas, sendo desclassificadas caso contrário.

A composição fotográfica do cartaz foi mantida, e representa as duas Linhas do 34º Reponte – Campeira, que versa sobre os usos e costumes das lides de campo, representando as raízes da cultura gaúcha, e Manifestação Regional, onde as composições terão maior liberdade na escolha dos temas e também dos ritmos e instrumentos, respeitando a cultura gaúcha e grande pampa.

O cartaz, por mostrar as belezas da Laguna dos Patos, também se conecta com duas das temáticas que serão premiadas no Festival – ‘Melhor Tema Litorâneo’ e ‘Melhor Tema Ambiental’. Além da temática litorânea e ambiental, o 34º Reponte da Canção premiará também a melhor composição sobre a temática ‘Mulher Gaúcha’.

Popularizando a arte e a cultura regional e nativista, o 34º Reponte da Canção terá ingressos a preço popular. Ao contrário dos anos anteriores, o Festival terá apenas a entrada Geral. Não haverá comercialização de mesas e cadeiras, com o objetivo aproximar a comunidade dos intérpretes e instrumentistas.

O ingresso, de valor único, será vendido por dia, não havendo vendas por “pacote” dos ingressos. O Festival disponibilizará cadeiras, que serão ocupadas por ordem de chegada pelos amantes da música. Servidores Públicos da Prefeitura de São Lourenço do Sul terão direito de acessar o 34º Reponte da Canção livremente, bastando apenas se identificar na entrada do Festival com documento de identidade. Crianças de até sete anos também tem acesso livre ao Festival. Idosos e estudantes pagam meia-entrada, mediante comprovação.

Classificadas Reponte da Canção

Linha Campeira

Escrevo versos em ti – Milonga com letra de Gujo Teixeira, de Lavras do Sul e música de Joca Martins, de Faxinal do Soturno

Pealador – Aire Chacarera com letra de Adriano Silva Alves, da cidade de Lages e música de Edilberto Bérgamo, de São Sepé

Nós – Milonga com letra de Frederico Cardoso Pinto, de Pelotas e música de Rui Carlos Ávila, de Pelotas

Romanceiro do Jasmim – Milonga com letra de Guilherme Collares, de Bagé e música Marcelo Oliveira, de Gravataí

Outra Manhã – Chamamé com letra de Igor Mastoiano, de Lavras do Sul e música de Fábio Peralta, de Dom Pedrito

Linha Manifestação Regional

Sopapeando – Canção batucada com letra de Carlos Roberto Hahn, de Nova Tramandaí e música de Kako Xavier, de Pelotas

Romance do Pescador – Aire de Landó, com letra e música de Roberto Borges, de Santa Vitória do Palmar

Bambaquererê Sinhá – Vaneira com letra de Diego Müller e Martim César, de Canoas e música de Érlon Péricles, de Porto Alegre

O engraxate – Canção com letra de Rômulo Chaves, de Palmeira das Missões e música de Aline Ribas e Rafael Cardozo, de Pelotas e Porto Alegre

Originários – Canção com letra de Fernando Herley Lacerda Saldanha Filho, de Uruguaiana e música Rodrigo Morales, de Uruguaiana

Classificadas Pérola em Canto

Linha Manifestação Regional

Ondas de saudade – Milonga com letra de Luis Antônio Weber e música de Guerda Maria Kuhn

Sinal de lamento – Milonga com letra e música de Artur E. Presser

Tempo, amigo velho – Canção com letra de José Ricardo Venzke de Freitas e música de Vilson Maglione de Freitas da Silva

Navegando sonhos – Maçambique com letra e música de Fernando Teixeira

Refugando o cabresto – Chamamé com letra e música de Mário Roberto Venzke de Freitas

Linha Campeira

Escuta, pois, esta gaita – Chamamé com letra de Lauri Lopes e música de José Fernando Saalfeld

Filho da saudade – Milonga com letra de Tiago Guilherme Iepsen e música de Rafael Santos Rosa

Jeito – Valseado com letra e música de Mauro Ubiratan Pereira da Rosa

Pra findar na tua morada – Milonga com letra e música de Tiago E. da Rosa

“Menas” que zero – Vaneira com letra e música de Ricardo Santos Rosa