“Em São Lourenço encontramos aumento de 2.000% em alguns medicamentos”, diz presidente da CPI

“Em São Lourenço encontramos aumento de 2.000% em alguns medicamentos”, diz presidente da CPI

Após visitar mais de 40 municípios e participar de mais de 80 oitivas com administradores de hospitais, o presidente da CPI dos Medicamentos e insumos Covid-19, deputado Dr. Thiago Duarte (DEM), fora entrevistado na manhã desta segunda-feira (12), no São Lourenço Repórter: “Nós começamos a cerca de 2 meses atrás a receber denúncias de médicos e diretores de hospitais, dando conta do aumento abusivo das medicações, principalmente aquelas utilizadas no kit entubação. Esses grupos começaram a ganhar dinheiro através da desgraça das pessoas; a razão é a desumanidade. Em São Lourenço do Sul encontramos aumento de 2.000% nos últimos 3 meses em alguns medicamentos”, disse o parlamentar em entrevista exclusiva, após passagem pela Santa Casa de Misericórdia na última semana.

Levantamento entregue pelo administrador da Santa Casa, referente aos preços abusivos praticados por fornecedores.

O deputado deu detalhes da operação que está em andamento na Assembleia Legislativa. “Inicialmente nós entendíamos que iríamos ter aumentos de 50%, 60%, 100%; com o andar das investigações e das inspeções, nós observamos aumentos de 1.000%, 2.000% e até 10.000%. Uma ampola do midazolam que era comercializada a R$ 2,00, passou a ser comercializada a R$ 199.00”.

Questionado sobre o aumento de demais medicamentos, comercializados em farmácias, como a hidroxicloroquina, Duarte diz que também são alvo da CPI: “As medicações utilizadas pelos médicos tem tido um aumento absurdo; falo da azitromicina, ivermectina…” – confira a entrevista na íntegra:

Entrevista com o deputado Dr. Thiago Duarte (DEM)

por São Lourenço Repórter | 12/07/2021

Pin It on Pinterest