Os registros são próximos a Nestor Lüdtke – e, os relatos de moradores da região à redação do São Lourenço Repórter: “Desde novembro de 2020 a patrola não passa nos travessões do Faxinal e Pinheirinhos”, disse um ouvinte do Programa.

Há poucos dias a Administração Municipal andou trabalhando na manutenção da Estrada da Cintia e Campos Quevedos, contudo, nas estradas menores, nem a tradicional ‘lambida’ esteve na rota do serviço.

Valos chegam a 50 cm de profundidade em meio à via.

Aos telefones da RÁDIO SÃO LOURENÇO, mato fechando a estrada e os buracos – principalmente em Faxinal e Pinheirinhos, bem como na divisa Faxina/Campos Quevedos. O São Lourenço Repórter percorreu algumas estradas da região na última sexta-feira (23) e evidenciou diversas ‘costeletas’ na via – impossível trafegar a mais de 20 km/h.

Os valos nas estradas do Faxinal/Pinheirinhos.

Cabe o registro que o clima colaborou para qualquer tipo de reparo por pelo menos uns 20 dias, antes das precipitações desta segunda-feira (26).

Fica aqui o relato e a bronca dos ouvintes no pedido por ‘socorro’! Seguimos acompanhado o trabalho de vereadores na Câmara Municipal e seus inúmeros pedidos de patrolamento, bem como atentos ao serviço da Sec. do Desenvolvimento Rural.