Em entrevista ao São Lourenço Repórter na manhã desta quarta-feira (28), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de São Lourenço do Sul, Valnei Bröse, abordou o Plano Safra 21/22, que terá um incremento de juros, principalmente na agricultura familiar: “Vai impactar no custo de produção”, alertou.

Em São Lourenço do Sul, 95% das linhas de crédito são investidas na cultura do milho e da soja, contudo, Bröse informou na entrevista financiamentos para a batata, morango, etc…

O presidente destacou a importância de fazer o Seguro Agrícola: “Nós viemos de uma safra recorde esse ano, mas, a safra anterior foi uma das piores de São Lourenço”, evidenciou.

Como acionar o Seguro Agrícola?

“Pra liberação de recursos na instituição financeira nós não precisamos da análise de solo. Mas, para acionar o Seguro, nós precisamos da análise de solo”.

 

FUMICULTURA

A cultura do tabaco hoje movimenta em São Lourenço do Sul 1.500 a 2.000 famílias, sendo o município um dos três maiores produtores no Brasil. Bröse abordou ações do Sindicato voltadas para a fumicultura: “Mercado aquecido e difícil; durante agosto vamos fazer um roteiro de custo de produção para formar o preço da negociação para a próxima safra”.

Escute a entrevista na íntegra:

Entrevista com o presidente do Sind. dos Trabalhadores Agricultores Familiares Valnei Bröse

por São Lourenço Repórter | 28/07/2021