Segundo semestre do ano inicia com baixos volumes de chuvas em SLS

Segundo semestre do ano inicia com baixos volumes de chuvas em SLS

Foto: Propriedade de Hilton Einhardt, na Carvoeira.

Levantamento do Prof. Dr. de Geografia da rede municipal/estadual, Roni Hilsinger, contextualiza sobre estudos e dados climáticos, adquiridos junto à sua Estação Meteorológica Automática (EMA) montada e instalada na localidade de Monte Alegre (6º Distrito), zona rural de São Lourenço do Sul, dentro da bacia hidrográfica do Arroio São Lourenço – confira os dados:

BOLETIM CLIMÁTICO – Monte Alegre – 6º Distrito – SLS / JULHO 2021

Volume de Chuvas Acumulado no Mês

O mês de julho teve poucos eventos de chuva e em volumes totais baixos. Os maiores volumes ocorreram no final da primeira quinzena; em 14/07 (10,5 mm), e no final na segunda quinzena; em 26/07 (47,7 mm).

Na localidade de Monte Alegre (6º Distrito) o volume acumulado no mês de JULHO alcançou 63 mm (abaixo da média histórica de 30 anos projetada pelo site Climatempo; 150 mm).

No dia 27/07 e 28/07 foram observados momentos de chuvas congeladas e relatos de ocorrência isolada de queda de neve, nas áreas mais elevadas do interior do nosso município.

Volume de Chuvas Acumulado no Ano

O primeiro semestre do ano de 2021 teve dois comportamentos opostos: iniciou (janeiro/fevereiro/março) com volume de chuvas bem acima da média histórica. O segundo trimestre (abril/maio) teve uma inversão no volume e na frequência de chuvas, que ficaram bem abaixo da média para cada um dos meses. O mês de junho ficou dentro da normalidade quanto ao volume de chuvas.

O segundo semestre do ano de 2021 inicia com volumes baixos de chuvas. No acumulado no ano o volume de chuvas já alcançou 918,1 mm. Esse volume está um pouco abaixo da média esperada (951mm).

Associado com a expectativa (não confirmada ainda) de ocorrência de La niña, os volumes menores de chuva passam a se tornar uma preocupação constante para o agronegócio quanto à próxima safra agrícola.

Temperatura Mínima e Máxima

A temperatura mínima registrada no mês de julho/21 foi -0,8ºC no dia 30/07 e a temperatura máxima registrada foi 31ºC no dia 24/07. A maior variação diária de temperatura (amplitude térmica) foi observada em 23/07 quando a diferença entre a temperatura máxima e mínima alcançou 25 ºC.

Uma característica frequente nas temperaturas no mês de junho é presença do frio. Em apenas 04 dias durante o mês de Julho as temperaturas mínimas ficaram em patamares próximas e superiores a 10ºC. No restante do mês as temperaturas mínimas ficaram sempre abaixo de 10º C.

Na manhã do dia 30/07 a Temperatura Mínima atingiu -0,8ºC (configurando a manhã mais fria no ano de 2021 até o presente momento) ficando inferior à temperatura mínima observada em 20/07 (-0,6ºC) e inferior a 31/07 (-0,7ºC).

Um fato curioso que chama atenção são as “ondas de calor” que antecederam os principais eventos chuvosos (14/07 e 26/07) quando as Temperaturas Máximas ficaram bastante elevadas, próximas e inclusive superiores a 30º C, patamares de temperaturas incomuns para a estação do ano que estamos; inverno.

 

Embora a onda de frio que atingiu o Rio Grande do Sul no final do mês de julho/21 tenha sido uma das mais fortes dos últimos anos, o dia mais frio do ano de 2021 no entorno da EMA (Estação Meteorológica Automática) até o presente momento continua sendo os 10,4ºC da temperatura máxima registrada em 29/06/2021.

O recorde de Temperatura Mínima observada na EMA também não foi “quebrado” na última onda de frio. A menor temperatura continua aquela observada no dia 21/08/2020 quando foi registrado; -1,6ºC.

Devido à proximidade de São Lourenço do Sul com a Lagoa dos Patos (maritimidade) as temperaturas mínimas em São Lourenço do Sul não serão tão intensas quanto àquelas observadas nos municípios da Serra (agravada pela altitude) e Norte do Rio Grande do Sul; onde costumam ser observadas os recordes de temperaturas baixas.

Pelo mesmo motivo, a precipitação de neve também se torna mais rara ou menos intensa em São Lourenço do Sul que aquela observada nessas regiões. Quando ocorre, ela acontece prioritariamente as áreas elevadas da Serra do Sudeste (sobre a qual está a zona colonial de São Lourenço do Sul, Canguçu, Piratini, Encruzilhada do Sul, etc.)

Pin It on Pinterest