Em entrevista ao São Lourenço Repórter na manhã desta segunda-feira (16), a Secretária de Saúde, Adriane Martins, abordou diversos assuntos envolvendo a saúde pública. Dentre as pautas, a aglomeração de jovens durante o final de semana do Centro, em meio à pandemia. “Nesse final de semana houve uma ação da Brigada Militar e da Vigilância Sanitária no Centro. Isso tem sido frequente nas sextas e nos sábados; as pessoas não podem perder o rumo. Tenhamos uma flexibilidade um pouco maior agora, ok, mas, não é largar para 500 aglomerados em um Posto de Gasolina e seu entorno”, enfatizou.

Em relação à vacinação, Martins disse que a expectativa é de que novas doses significativas cheguem entre quinta e sexta-feira. Amanhã, 200 doses chegam a São Lourenço do Sul. “Nós paramos sexta-feira (13) em 24 anos. Estamos aguardando remessas de doses para concretizar até o dia 30 de agosto (população vacinável). Amanhã vem uma remessa de 200 doses; a Colônia parou em 27 anos; vamos encaminhar pra lá, para ampliar a idade”, explicou, salientando que ainda faltam em torno de 5.000 pessoas da população vacinável (acima de 18 anos) para concluir a 1ª dose no município.

Por fim, a Secretária de Saúde, falou sobre a relação Policlínica/Santa Casa de Misericórdia. “Eu não gosto de afirmar que melhorou e nem que piorou; eu creio que as coisas tendem a evoluir. Não tem sido fácil. Final de semana foi bem difícil de novo em função de remoções”. E, voltou a orientar a população de como proceder quando necessitar atendimento: “Primeiro procurar o seu Posto de Saúde e aí, se houver necessidade, a própria equipe do Posto de Saúde encaminha o paciente para a Policlínica”.

Escute a entrevista na íntegra:

Entrevista com a Secretária de Saúde, Adriane Martins

por São Lourenço Repórter | 16/08/2021