Auditoria do TCU que aponta lucro indevido pela Ecosul nos pedágios da Zona Sul deve ser analisada em até dois meses

Auditoria do TCU que aponta lucro indevido pela Ecosul nos pedágios da Zona Sul deve ser analisada em até dois meses

O ministro Augusto Nardes confirmou ao deputado federal Afonso Hamm que em até 60 dias será concluída a análise do mérito da auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) que aponta que a Ecosul deverá ter um lucro indevido superior a R$ 800 milhões até 2026 – ano de encerramento da concessão – nos pedágios da BR-116 e BR-392.

A afirmação foi feita nesta quarta-feira (01/09), durante reunião com representantes da Zona Sul que estão em Brasília reivindicando a redução dos valores dos pedágios.

A audiência também contou com a presença do ministro do TCU, Raimundo Carreiro, responsável pelo julgamento da medida cautelar que tenta reverter o recente aumento dos pedágios da Ecosul, que elevou de R$ 12,30 para R$ 12,90 a tarifa de veículos leves.

Presidente da Frente Parlamentar em defesa da duplicação da BR-116, Hamm reiterou sua posição contrária ao aumento das tarifas e destacou que os gaúchos estão pagando um dos pedágios mais caros do país.

Acompanharam o encontro os deputados federais Daniel Trzeciak e Marcel Van Hatten, deputado estadual Marcus Vinícius, prefeito de Rio Grande, Fábio Branco, prefeito de Pedras Altas, Luís Alberto Perdomo, prefeito de Canguçu, Vinícius Pegoraro e vereadores da região.

Pin It on Pinterest