O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRT4) manteve a condenação do ex-prefeito de São Lourenço do Sul, (atual deputado estadual), Zé Nunes (PT) e do ex-secretário de turismo, Zelmute Marten, denunciados por improbidade administrativa durante a realização do Reponte da Canção de 2009, sem licitação e por não terem fiscalizado o uso da verba pública. Ambos foram multados e, conforme a decisão, com os direitos políticos suspensos. “Nós deveríamos ter licitado o produtor cultural do Reponte e ter fiscalizado a prestação de contas. O Adão Quevedo foi produtor cultural nosso, no Dari (Pagel), até no Beto (Grill); nunca houve licitação. O produtor cultural não recebe do município”, destacou o parlamentar ao São Lourenço Repórter desta sexta-feira (22).

Agora, o deputado relata que irá recorrer da decisão: “Não houve desvio de recursos; Nós estamos entrando com esses embargos e nós vamos continuar fazendo os recursos”. E, que é pré-candidato ao legislativo gaúcho: “Estamos muito seguros que os nossos direitos de participar de processos eleitorais estão assegurados”.

Escute a entrevista na íntegra:

Entrevista com o deputado estadual, Zé Nunes

por São Lourenço Repórter | 22/10/2021