Na manhã desta sexta-feira (21) o Poder Executivo reuniu-se com a EMATER e o Sindicato Rural de São Lourenço do Sul. A pauta da reunião era a estiagem no Município. Atualmente, cerca de quarenta famílias do interior de São Lourenço do Sul estão recebendo água potável para consumo, entregue pela Prefeitura de São Lourenço do Sul nas residências. As principais localidades afetadas são Pinheirinhos e os Quilombos Torrão e Picada.

Entre as culturas, a do feijão apresenta o maior percentual de perdas, cerca de cinquenta por cento. A perda no soja é de 20% e no milho é de 30%. A produção leiteira também está prejudicada em cerca de 50%, tendo a falta de energia elétrica agravado a situação dos produtores. Algumas famílias estão desde o temporal de domingo (16) sem energia elétrica e sem previsão de retorno por parte da CEEE/Equatorial.

Na próxima semana, em reunião junto ao CAPEC – Conselho Municipal Agropecuário – os laudos da EMATER serão avaliados e, caso se enquadrem nos requisitos do Estado, será decretada Situação de Emergência no Município.