Ontem, Assembleia Geral do Sindicato dos Municipários de São Lourenço do Sul (SIMUSSUL). Hoje (14), o presidente, Jorge Xavier, concedeu entrevista ao Programa, para abordar os encaminhamentos do encontro, como de um ofício ao executivo, pedindo valorização do funcionalismo. “Que não coloque a população contra o funcionalismo; quando se fala em aumento de Planta de Valores para pagar o funcionalismo”, disse.

Xavier se queixa do cancelamento, pela Administração Municipal, da 2ª Audiência Pública na Câmara, marcada para o dia 6/04 – exclusiva para Quadro Geral – a Audiência do Magistério em 30/03, buscava o reajuste de 33,24% para os professores, após portaria do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O presidente também voltou a questionar a proposta do prefeito Rudinei Härter (PDT), cobrando atuação do funcionalismo junto aos vereadores para aprovarem a atualização da Planta de Valores (IPTU), coleta de lixo e taxa da iluminação, para somente em janeiro de 2023, ser implementado o reajuste de 33,24%. Desta forma, propôs um encontro com os vereadores, não para cobrar, mas sim para atender uma reivindicação do SIMUSSUL: “A gente pediu informação para a Prefeitura e, hoje está em 114 dias e, a Prefeitura não respondeu, com relação ao uso do Fundeb, o recurso que vem para o magistério. Para os vereadores, têm um prazo, ele (prefeito) é obrigado a responder” – escute a entrevista na íntegra:

Entrevista com o presidente do SIMUSSUL, Jorge Xavier

por São Lourenço Repórter | 14/04/2022