Levantamento do Prof. Dr. em Geografia da rede municipal/estadual, Roni Hilsinger, contextualiza sobre estudos e dados climáticos, adquiridos junto à sua Estação Meteorológica Automática (EMA) montada e instalada na localidade de Monte Alegre (6º Distrito), zona rural de São Lourenço do Sul, dentro da bacia hidrográfica do Arroio São Lourenço.

O mês de abril vinha seguindo a tendência já observada nos meses anteriores, ou seja, com volume de chuvas abaixo das médias históricas. Nos últimos dias do mês aconteceram chuvas em grandes acumulados que mudaram o cenário que vinha ocorrendo desde o final do ano passado. “Até o dia 24 a gente vinha numa tendência de poucas chuvas. A partir do dia 25 em diante, aí começou a acontecer as chuvas, chegando a 183mm. No dia 28/04, em 24h, choveu mais que a média de todo mês”, evidenciou Hilsinger. 

Essa chuva causou sérios problemas de erosão dos solos, inundações nas planícies dos arroios, perda de pontes/bueiros e danificaram seriamente as estradas rurais do nosso município. Na área urbana houve alagamentos de residências em diferentes pontos. Contudo, trouxe considerações positivas para os mananciais: “Nós vínhamos com chuvas baixas, que não repõem os mananciais; vertentes, poços, devem normalizar. Os lençóis estão sendo reabastecidos”, disse.

Abaixo, clique no BOTÃO e, veja o comparativo de volumes de chuva no mês de abril de 2021 e 2022; Volumes acumulados do ano e, a temperatura Mínima e Máxima:

CLIQUE AQUI: comparativo de volumes de chuva – Prof. Dr. Roni Hilsinger

Escute a entrevista na íntegra:

Entrevista com o Prof. Dr. em Geografia da rede municipal/estadual, Roni Hilsinger

por São Lourenço Repórter | 06/05/2022