NO ÁUDIO A SEGUIR, o relato de um pai ao São Lourenço Repórter desta sexta-feira (20), indignado com o transporte escolar, ou a falta dele. Seu Fernando Saalfedt é morador do interior – sua filha estuda na Escola Agrícola Santa Isabel. Em evidência, a omissão de responsabilidade das autoridades frente ao descaso com o transporte escolar. “Como minha filha estuda na Escola Agrícola, ela tem que pegar ônibus de linha (pagar) que sai do Cantagalo. Ela levanta às 5h pra pegar o ônibus às 5h45 e, a noite chega 20h30, 21h. Tem alunos que desistiram já de estudar”, disse.

A Constituição Federal de 1988 assegura ao aluno da escola pública o direito ao transporte escolar, como forma de facilitar seu acesso à educação – ou seja, a Lei não está sendo cumprida.

A realidade de Seu Fernando é a mesma de mais de 500 alunos no interior de São Lourenço do Sul, desde o início do ano letivo, EM 21 DE FEVEREIRO –  realmente um absurdo o que as esferas públicas não conseguem resolver ou, simplesmente não querem – escute o desabafo do pai:

Entrevista com o morador do interior Fernando Saalfeldt

por São Lourenço Repórter | 20/05/2022