Os contribuintes têm até o dia 31 de maio para entregar a declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2022, ano base 2021. Nessa reta final, a Receita Federal já recebeu 24,2 milhões de declarações, cerca de 71% do total de 34,1 milhões esperadas.

De acordo com o órgão, quem não cumprir o prazo estabelecido estará sujeito a pagamento de multa de 1% ao mês sobre o imposto devido, limitado a 20% do valor do Imposto de Renda. A multa mínima é de R$ 165,74.

Confira a lista dos contribuintes que devem declarar o IR em 2022:

  • Contribuinte que recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70;
  • Contribuinte que tinha posses somando mais de R$ 300 mil, até o último dia de 2021;
  • Contribuinte que recebeu rendimentos isentos acima de R$ 40.000;
  • Quem escolheu pela isenção de imposto na venda de um imóvel residencial para comprar outro no prazo de 180 dias;
  • Produtor Rural que obteve receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor superior ao do limite de R$ 142.798,50;
  • Todos que passaram a morar no Brasil em qualquer mês de 2021 e continuaram nessa condição até o último dia do ano passado;
  • Quem declarou em qualquer mês de 2021 um ganho de capital na venda de bens ou realizou operações na Bolsa de Valores. 

Malha fina

Em 2021, a Receita Federal recebeu 36.868.780 declarações. Destas, 869.302 foram retidas na malha fina por irregularidades de informações, cerca de 2,4% do total, segundo o órgão.